5 atividades para desenvolver a escrita e leitura dos alunos no ensino remoto ou híbrido.

aluna engajada na aula on-line

5 atividades para desenvolver a escrita e leitura dos alunos no ensino remoto ou híbrido.

Proponha atividades especiais e engajadoras para o dia a dia com as turmas!

Desenvolver a escrita e leitura dos alunos é imprescindível, pois o domínio da competência escritora é fundamental para a aprendizagem.
Para que essa competência seja  desenvolvida com excelência, é necessário fazer com que a turma se interesse e queira praticar e desenvolver a escrita – despertar nos estudantes a vontade de aprender, interagir e compartilhar ideais por meio da escrita. 

Não parece uma tarefa muito fácil despertar e desenvolver a escrita e leitura nos nativos digitais, ainda mais em um contexto de ensino remoto ou híbrido, não é mesmo? Mas trouxemos dicas e atividades que irão te ajudar nessa missão de desenvolver a escrita das turmas . Venha conosco!

Atividade 1 – Poemas: escrita criativa compartilhada

Selecione uma autora ou autor de um poema e compartilhe com a turma. Declame ou mostre para os alunos alguém declamando o poema escolhido. Explique para a turma toda a estrutura de escrita necessária para criar uma obra e após a exposição, peça para eles criarem grupos pequenos de escritores.
Agora é a hora de desenvolver a escrita: Crie um documento no Google Docs para cada grupo e peça para eles criarem em conjunto uma obra. Com isso poderão trocar informações e usar a criatividade compartilhada em um documento virtual. Por fim, peça para que cada grupo explique como foi participar da atividade proposta de desenvolver a escrita.

Atividade 2 – Memes: conectando com a realidade da turma

Uma forma efetiva de se conectar com estudantes e nativos digitais é se inserir na realidade deles. Assim você ganha a atenção e engajamento da turma.
Já pensou trazer para a sala de aula os memes que eles normalmente usam e interagem no dia a dia?

Você pode mostrar para eles esse exemplo de conteúdo da página @PiComenta_  do Twitter, onde explicam sobre uso de vírgula por meio de memes, de uma forma engraçada e efetiva.  
Você pode sugerir que a turma pesquise mais sobre memes com dicas e conhecimentos ou até mesmo pedir para que eles criem um meme com uma dica de escrita, ortografia ou gramática. Já pensou que bacana?! Eles poderão desenvolver a escrita e a criatividade com elementos que fazem parte da realidade deles. 

Atividade 3 – Quadrinhos: leitura 

Disponibilize para a turma alguns quadrinhos em PDF. Peça que cada um escolha um parceiro(a) de leitura e que leiam juntos em voz alta. Eles podem ler para a turma toda ou de forma separada. 
Após lerem juntos, cada estudante deve criar uma dissertação sobre como foi a experiência da leitura compartilhada.  Assim, poderão desenvolver a escrita e leitura em conjunto.

Atividade 4 – Tik Tok: Criação de roteiro

O Tik Tok é um aplicativo que virou febre na internet e entre os jovens, tornando-se a quarta maior rede social do mundo. Entregando uma experiência plural, os vídeos são normalmente divertidos e com filtros. 
Assim, você pode sugerir aos alunos desenvolver a escrita criativa, em uma atividade de criar um roteiro de vídeo para o Tik Tok. A turma deverá desenvolver esse conteúdo e depois poderá fazer o vídeo ou contar como foi a experiência da escrita criativa.  Você poderá construir o conteúdo com os estudantes. Lembra do Google Docs que mencionei acima? Nele é possível construir uma escrita compartilhada. Aproveite!
*Educador(a), atenção:  a idade mínima para uso do TikTok é de 13 anos. Deste modo, o ideal é que as atividades nesta rede social sejam desenvolvidas com as turmas a partir do Ensino Fundamental II.

Etapas para desenvolver a escrita e leitura dos estudantes nativos digitais

Gostou das propostas de atividades? Temos mais uma dica: é importante entender e seguir algumas etapas para desenvolver a escrita e leitura dos estudantes nativos digitais:

  • Despertar a curiosidade – provoque a turma para aprender algo novo;
  • Colocar o conhecimento em prática – sempre promovendo momentos de colocar a mão na massa;
  • Definir e ajustar se preciso: abra sempre para dúvidas e ideias;
  • Propor produções/exercícios que colaborem para consolidar os conteúdos trabalhados.

Quer mais dicas para sua escola? Em parceria com a Mari Bravo do Ateliê da Redação, criamos a formação Narrativas 2021, um material exclusivo com vídeos e certificados para te apoiar a criar aulas apaixonantes no ensino híbrido. Aproveite!